THOMAS N’KONO

THOMAS N’KONO
.
.
Para você que gosta de futebol e é goleiro, tá aí uma ótima inspiração. Thomas N’Kono é indiscutivelmente o melhor goleiro que a África já produziu. Ao atuar por quase uma década no Espanyol, o goleiro camaronês se tornou um ícone na Espanha e ganhou uma legião de fãs pelo mundo com suas grandiosas defesas. Se existe um país na África de fundamental importância para o crescimento no futebol do continente, então esse país é Camarões. Por sua vez, muito do sucesso dos camaroneses se deve exatamente a essa verdadeira muralha. Eleito o melhor jogador africano de 1979 (quando atuava pelo Canon Yaoundé), se transferiu para o Espanyol, de Barcelona, em 1982. Foram mais de 300 partidas oficiais e grandes atuações no continente europeu. N’Kono foi destaque na Copa de 1990, quando a seleção de Camarões terminou em 7° lugar.
Thommy, como era conhecido, começou a carreira em 1974, com apenas dezoito anos de idade e até sua transferência para o Espanyol, foi 5 vezes campeão nacional e duas vezes campeão continental com o Canon Yaoundé (já contei a história desse clube na página). Nos oito anos como goleiro titular do clube catalão, ficou marcado por transmitir muita segurança, ser muito ágil debaixo das traves e também por jogar sempre de calças compridas. Pelo Espanyol, ele conquistou um recorde pessoal: ficou 496 minutos sem levar gols. Deixou o Espanyol em 1990, porém continuou na Catalunha, atuando pelo Sabadell e o L’Hospitalet. Terminou a carreira em 1997, quando atuava no Campeonato Boliviano pelo Bolívar. Pela Seleção Camaronesa, ele conseguiu disputar três Copas do Mundo: 1982, 1990 e 1994. Seu principal mundial foi o de 1990, quando a seleção de Camarões tinha o mito Roger Milla desfilando em campo. No total N’Kono atuou em 112 partidas pelos Leões Indomáveis, se tornando assim um dos maiores ídolos da nação africana. *ESTE É UM TEXTO BIOGRÁFICO COM CUNHO JORNALÍSTICO*
.
.
PAÍS: Camarões 🇨🇲
DATA: 20/7/1956
NASCIMENTO: Dizangue
CLUBE ATUAL: Aposentado
POSIÇÃO: Goleiro
ALTURA: 1,85m
CLUBES: Canon Yaoundé, Tonnerre Yaoundé, Espanyol, Sabadell e Bolívar
SELEÇÃO:
Camarões 🇨🇲 de 1976 a 1994
(112 partidas)
#cammeron #camaroes #nkono#craquedebola

Camisa Marseille 2011-12

CAMISAS HISTÓRICAS #19
Minha página começou a contar a história das mais importantes camisas de futebol e suas respectivas histórias. Aprenda mais sobre as histórias por trás delas em nossa nova série de postagens. *CADA CAMISA UMA HISTÓRIA* Vamos agora, para a história da décima nona camisa: #camisascdf
.
.
PAÍS: França 🇫🇷
CLUBE: Olympique de Marseille
MODELO: Camisa Reserva
ANO: 2011-12
FABRICANTE: Adidas
IMPORTÂNCIA HISTÓRICA: Camisa que inaugurou uma época de camisas mais arrojadas e com desenhos bem mais ousados no mercado Francês. .
.
HISTÓRIA: Saímos da Escócia e vamos para a França. Essa camisa costuma dividir bastante a opinião das pessoas, alguns acham ela horrível e outros uma das mais lindas já feitas pela Adidas. Eu acho ela magnífica e fico com o segundo grupo. Ao invés dessa divisão na opinião do público ser uma fraqueza, eu acredito que na verdade ela se torna um dos pontos mais fortes dessa camisa. Com camisas que tem seus ciclos completos em apenas uma única temporada e são trocados com tanta frequência, vivemos em um mundo onde é natural sequer lembrarmos do modelo que nossos clubes utilizaram há 3 temporadas atrás. São uniformes bonitos e que cumprem seus papéis, mas que não criam uma impressão significativa a ponto de lembrarmos deles para sempre. Com essa camisa aqui, as coisas mudam um pouco de cenário. Principalmente, porque se mal lembramos das camisas titulares, imagina das reservas então. Eu sou suspeito para falar, porque azul e amarelo são as minhas cores favoritas em camisas de futebol, além do que a combinação entre esse tom de azul e o dourado é infalível. Na temporada 2011-12, a Adidas resolveu arriscar mais na guerra que trava ano a ano, temporada a temporada com a Nike. A marca alemã resolveu criar modelos mais arrojados e chamativos para a Ligue 1, principalmente para seus dois principais parceiros lá: o Marseille e o Lyon. Enquanto lançava esses modelos na França, mantinha desenhos mais tradicionais na Inglaterra e Alemanha (países carro-chefe da marca). Essa camisa fez um tremendo sucesso em Marseille, ao ponto dos torcedores preferirem seu time atuando com ela do que com a camisa titular (que é tradicionalmente branca)

BOLA DA COPA 1990

BOLA DAS COPAS – #15
NOME OFICIAL: Etrusco Unico
MARCA DO FABRICANTE: Adidas
COMPETIÇÃO: COPA DO MUNDO DE 1990 REALIZADA NA ITÁLIA 🇮🇹
.
.
Vamos agora, contar um pouco mais sobre a bola utilizada na Copa de 1990. Para quem ainda não acompanha esta série, siga a hashtag para que possam ver a história sobre as bolas das Copas que já foram postadas (mundiais de 30, 34, 38, 50, 58, 62, 66, 70, 74, 78, 82, 86 e 98) #bolascdf
.
.
Chegamos na Copa de 1990, realizada na Itália e que teve a Alemanha conquistando seu tricampeonato. Mais uma vez, a bola oficial do mundial foi produzida pela Adidas e mais uma vez ela ganhou um nome e inspiração de design vinculado ao país sede. Essa bola era a continuação da evolução dos modelos Tango, mas na verdade o que se constata, é que entre 1978 e 1998, poucas mudanças significativas realmente aconteceram nas bolas oficiais dos mundiais. Além da Copa de 1990, a Etrusco também foi utilizada na Eurocopa de 1992 realizada na Suécia e nos Jogos Olímpicos de 1992, que teve a cidade de Barcelona como sede. Tanto o nome dela, quanto seu desenho, foi inspirado na história antiga da Itália e na fina arte produzida pelo povo etrusco. Para quem não sabe, os etruscos viveram na península itálica e tinham seu próprio idioma, além de usarem alfabeto semelhante ao dos gregos. A bola contém 20 tríades no total e em cada um deles é possível notar a imagem de três cabeças de leão etrusca. A Adidas na época estava fazendo tanto sucesso com as suas bolas, que resolveu ser mais ousada e lançou um modelo de chuteira com o tema utilizado em sua bola para o mundial de 1990. A chuteira continha um inscrito dizendo “Etrusco Unico”, além dos tríades e as cabeças de leão. Essa foi a primeira bola a conter uma camada interna preta de espuma de poliuretano. Por ter sido utilizada em diversas competições, além da Copa do Mundo de 1990, essa bola virou uma febre mundial e foi uma das mais vendidas da história. Era possível encontrar esse modelo em praticamente qualquer país do mundo. Pena que ela não deu tanta sorte para a nossa seleção. Essa é uma das minhas bolas preferidas, realmente muito linda.
#worldcupball #1990ball #soccerballs#1990worldcupball #italy

CLUB SOL DE AMÉRICA

CLUB SOL DE AMÉRICA

O Clube Sol de América é uma associação esportiva do Paraguai, com sede no bairro Obreiro em Assunção, capital do Paraguai. Fundado em 1909, sua sede e instalações esportivas se encontram em Assunção, porém o estádio que utilizam como mandante fica localizado na cidade de Villa Elisa do Departamento Central. Muitos aqui no Brasil sequer conhecem esse clube paraguaio, porém ele é um dos que mais participou da primeira divisão do nosso país vizinho, inclusive atualmente é onde se encontra. A última vez que o clube esteve na segunda divisão paraguaia foi em 2006, quando foram campeões e subiram depois de dois anos tentando. Em sua história, foi campeão da primeira divisão duas vezes e da segundona em mais três ocasiões. A última vez que venceu o campeonato nacional foi em 1991, portanto está há 27 anos em jejum de títulos. A primeira vez que disputaram a divisão de elite paraguaia foi no ano de 1910 e curiosamente nas temporadas de 1912 e 1913 já foram vice-campeões nacional. O estádio deles tem capacidade para 7 mil torcedores e leva o nome “Giagni”, que é uma homenagem aos irmãos Giagni, dirigentes nos melhores e mais importantes momentos da história do clube. As cores primárias do clube são o azul e branco e costumam jogar com o uniforme de mandante na cor azul e o de visitante na cor branca. Já participaram da Libertadores em 6 ocasiões e seu melhor desempenho foi chegar nas quartas de final da edição de 1989. *ESTE É UM TEXTO BIOGRÁFICO COM CUNHO JORNALÍSTICO
.
.
FUNDAÇÃO: 1909
CORES: Azul e Branco
ÍDOLO: Gustavo Neffa
MATERIAL ESPORTIVO: Kyrios Sport
DIVISÃO TEMPORADA 2018-2019: Primera División (primeira divisão)
ESTÁDIO: Estádio Luís Alfonso Giagni Bcom capacidade para 7 mil pessoas
CONFEDERAÇÃO: CONMEBOL (América do Sul)
APELIDOS: “Os dançarinos”
SEDE: Assunção, Paraguai 🇵🇾
MASCOTE: Sol
SITE: http://www.soldeamerica.com.py
.
.
TÍTULOS: 6
Campeonato Paraguaio: 2 (1986 e 1991)
Campeonato Paraguaio segunda divisão: 3 (65,77,06)
Torneio República: 1 (1988)
.
.
#fut #futebolinternacional#clubesdefutebol #times #time #fute#clubsoldeamerica #paraguai #paraguay#soldeamericafc #timesdefutebo

ALESSANDRO ALTOBELLI

ALESSANDRO ALTOBELLI
.
.
Muitos de vocês podem não reconhecer ou se lembrar de Alessandro Altobelli, mais um dos inúmeros excelentes atacantes que a Itália já produziu. Considerado um dos principais atacantes da Itália do final da década de 70 até meados da década de 80, Altobelli é atualmente o nono maior artilheiro da história do futebol italiano (293 gols marcados em todas as competições), ficando atrás de Antonio Di Natale e na frente de Gianluca Vialli. Nascido em Sonnino, região central da Itália, Alessandro foi artilheiro da extinta Recopa Européia na temporada 1978-79 e também da Copa da Itália de 1981-82, ambas às vezes vestindo a camisa da Internazionale. Em termos de títulos, foi campeão do mundo com a Itália em 1982 e campeão italiano (1979-80), além de duas copas da Itália (1977-78 e 1981-82) com a Internazionale. Por ser bem magro, seu apelido era “Agulha”. Ele também é o maior artilheiro da Copa da Itália, com 56 gols marcados em 93 partidas disputadas. Alessandro era muito bom no ar, principalmente no cabeceio, possuía muita técnica para chutar a bola com ambos os pés, era extremamente técnico e habilidoso, além de fazer papel de pivô de forma impecável. Um atacante completo. Começou sua carreira no Latina, clube que estava na terceira divisão na época, depois foi para o Brescia que estava na segundona e finalmente explodiu na Inter de Milão. Depois de 11 temporadas com a Internazionale, mais de 465 partidas e 209 gols marcados, acabou se tornando um dos maiores nomes que o clube italiano já teve em sua história e por isso é considerado um grande ídolo lá em Milão. Antes de se aposentar, jogou uma única temporada pela Juventus (88-89) e pendurou as chuteiras jogando pelo Brescia novamente em 1990. Altobelli ajudou muito a seleção italiana na Copa de 1982, inclusive marcando o terceiro gol na final contra a Alemanha. *ESTE É UM TEXTO BIOGRÁFICO COM CUNHO JORNALÍSTICO*
.
.
PAÍS: Italia 🇮🇹
APELIDO: Agulha
DATA: 28/11/1955
NASCIMENTO: Sonnino
CLUBE ATUAL: Aposentado
POSIÇÃO: Atacante
ALTURA: 1,81m
CLUBES: Latina, Brescia, Internazionale e Juventus
SELEÇÃO:
Itália 🇮🇹 de 1980 a 1988
(61 partidas, 25 gols)
#italia #italy #sonnino #craquedebola

BC Place

NOME OFICIAL: BC Place
DONO: Província de British Columbia
MANDANTES: Vancouver White Caps e Seleção do Canadá
INAUGURADO: 19/06/1983
CAPACIDADE: 54.500 pessoas
LOCALIZAÇÃO: Vancouver, Canadá🇨🇦
GRAMADO: Grama sintética
#estadioscdf #bcplace
.
.
É difícil qualquer pessoa ir para o Canadá, mas especificamente para Vancouver e não reparar neste imponente e gigantesco estádio.
Pouquíssimos estádios espalhados pelo mundo tiveram a oportunidade de receber a entidade máxima da Igreja Católica e o BC Place é um destes privilegiados. No dia 18 de Setembro de 1984, o Papa João Paulo II estava lá para discursar na frente de um estádio abarrotado. Este estádio é utilizado tanto para a prática do futebol (mando do Vancouver Whitecaps), quanto para o futebol americano (mando do BC Lions). Quando o Whitecaps joga pela MLS, então a capacidade do estádio cai de 54.500 (futebol americano) para 21.000. O estádio foi inaugurado em 1983, mas de antigo não tem nada já que passou por uma enorme renovação de sua parte interna em 2009 e externa em 2011. O moderno e futurístico estádio tem uma simetria incrível e lembra desenhos feitos por um espirógrafo. A parte externa do BC Place chama bastante a atenção por conta de cabos que prendem o teto retrátil e o gigantesco (21m X 13m) painel eletrônico, que está pendurado bem acima campo. Inclusive, este é o maior teto retrátil suportado por cabos do mundo inteiro, portanto ele já é uma atração a parte. O estádio pertence a província da Britsh Columbia e é administrado pela BC Pavilion Corporation. Jogos de Rugby, além de shows musicais também acontecem dentro do BC Place. Este estádio foi muito utilizado nas Olimpíadas de Inverno de 2010 e também foi palco de partidas de futebol da Copa do Mundo feminina de 2015. Além de Rugby, Futebol e Futebol Americano, o estádio também já foi palco de diversos jogos de baseball na década de 80. Para chegar ao estádio de trem, existem 2 estações do SkyTrain que atendem ao público. O BC Place ficou na posição de número 95 na lista dos 100 melhores estádios de futebol do mundo feita pela revista Four Four Two. Assim como a maioiria dos estádios localizadas na América do Norte, sua grama é sintética.

Quinta Maior Tragédia Guatemala X Costa Rica

QUINTA MAIOR TRAGÉDIA DA HISTÓRIA DO FUTEBOL:
LOCAL: Cidade da Guatemala 🇬🇹
ESTÁDIO: Doroteo Guamuch Flores
DATA: 16/10/1996
JOGO: Guatemala X Costa Rica
NÚMERO DE MORTOS: 84
NÚMERO DE FERIDOS: 150
#tragediascdf #guatemala #costarica
.
.
A quinta maior tragédia da história do futebol aconteceu na Guatemala, América Central e mais uma vez o problema foi a superlotação dentro dos estádios. A partida era válida pela Eliminatórias da Copa do Mundo de 1998. Eu disse “era”, porque a partida nunca ocorreu. A partida entre a seleção da Guatemala e a da Costa Rica ocorreria no estádio Doroteo Guamuch Flores, que era um dos principais do país e tinha capacidade para 45 mil torcedores. Acontece que praticamente 60 mil ingressos foram vendidos, algo que já antecipava a causa número um dessa tragédia: a superlotação. Uma enorme avalanche de gente acabou espremida no alambrado e a partida foi suspensa na mesma hora. O jogo era bem importante para a Guatemala e até o presidente do país estava presente no estádio para assistir o jogo. A Fifa mais tarde suspenderia o estádio por dois anos. As investigações apontaram que o problema começou quando uma excessiva quantidade de torcedores tentaram acessar a mesma seção da arquibancada, que já estava com 100% de sua capacidade ocupada. O resultado dessa aglomeração de pessoas foi uma avalanche de cima para baixo, que acabou fazendo com que inúmeras pessoas ficassem espremidas e pressionadas contra o alambrado. A promoção com ingressos a baixo custo incentivou muitos a irem assistir aquela partida e o fato do estádio não contar com um design e planos para situações de emergência como essa só agravaram a situação. Muitos foram pisoteados e acabaram sufocados na avalanche. Infelizmente 84 pessoas perderam a vida e 150 ficaram feridas nessa terrível tragédia. Na época 13 pessoas foram indiciadas e responsabilizadas pelo ocorrido, mas todas conseguiram driblar os promotores e acabaram saindo impunes do processo. A FIFA recomendou redução da capacidade máxima do estádio, que a partir do ano 2000 passou a ser de 26 mil torcedores. Uma tragédia que jamais será esquecida para o povo da Guatemala.

Camisa Rangers Titular 1987-1990

CAMISAS HISTÓRICAS #18
Minha página começou a contar a história das mais importantes camisas de futebol e suas respectivas histórias. Aprenda mais sobre as histórias por trás delas em nossa nova série de postagens. *CADA CAMISA UMA HISTÓRIA* Vamos agora, para a história da décima oitava camisa: #camisascdf
.
.
PAÍS: Escócia 🏴󠁧󠁢󠁳󠁣󠁴󠁿
CLUBE: Rangers
MODELO: Camisa Titular
ANO: 1987-1990
FABRICANTE: Umbro
IMPORTÂNCIA HISTÓRICA: Camisa que renovou e inspirou novamente as tradições da cor azul no Rangers, um dos clubes mais antigos do mundo. Esta é uma das 3 mais bonitas da história do clube (eleita pelos próprios torcedores).
.
.
HISTÓRIA: É comum no mundo do futebol as pessoas criticarem uniformes que são muito simples ou básicos, por serem taxados como “moda antiga e retrô”, ou então por serem simples demais. Isso não deveria acontecer, pois os uniformes da atualidade evoluíram a partir destes mesmos conceitos que são criticados por muitos. É nossa obrigação como amantes deste esporte, sempre lembrar das mais bonitas camisas já utilizadas no passado. Uma dessas camisas inesquecíveis é a do Rangers, clube escocês, utilizada de 1987 até 1990. A Umbro era fornecedora da Rangers desde a metade da década de 70 e foi com esse lançamento em 1987, que a empresa se renovou e se manteve forte no mercado. Alguns anos antes do lançamento, a camisa titular (sempre na tradicional cor azul) do clube escocês estava bem desgastada, principalmente porque ano após ano, ela raramente sofria alguma alteração de grande impacto. Foi então que essa camisa chegou, com seu novo design quadriculado, uma linha branca sutil nos ombros e uma nova gola com botão ( no mesmo estilo da utilizada pela seleção da Inglaterra na época). O segredo dela estava no padrão de sombreado do quadriculado, que apesar de não ter outra cor, era notado de praticamente sob qualquer ângulo que a pessoa olhasse. Qualquer foto dessa camisa que você olhar pela Internet, vai rapidamente perceber esse “efeito de sombras”. Outras camisas foram lançadas no final da década de 80 tentando imitar esse efeito de sombreamento, porém nenhuma conseguiu se igualar ao sucesso que essa camisa do Rangers conseguiu atingir.

BOLA COPA 1986

BOLA DAS COPAS – #14
NOME OFICIAL: Azteca
MARCA DO FABRICANTE: Adidas
COMPETIÇÃO: COPA DO MUNDO DE 1986 REALIZADA NO MÉXICO 🇲🇽
.
.
Vamos agora, contar um pouco mais sobre a bola utilizada na Copa de 1950. Para quem ainda não acompanha esta série, siga a hashtag para que possam ver a história sobre as bolas das Copas que já foram postadas (mundiais de 30, 34, 38, 50, 58, 62, 66, 70, 74, 78, 82 e 98) #bolascdf
.
.
Depois de apresentar a bola da Copa de 1950, vamos avançar 36 anos e ir para o mundial de 1986, realizado no México. A bola chamada de Azteca não é uma das mais memoráveis e bonitas na história, mas é sem dúvida uma bola de grande importância devido a suas inovações. Essa Copa do Mundo viu a introdução da primeira bola de poliuretano, um material que era resistente a chuva. Essa é portanto a primeira bola sintética, com ótima qualidade em pisos duros e molhados. Essa também é a primeira bola a ter seus desenhos inspirados no país que sediava a competição mais importante do futebol. Esses desenhos foram inspirados na arquitetura, murais e pinturas da civilização Azteca. A Adidas havia reutilizado a Tango (bola feita para a Copa da Argentina) na Copa da Espanha em 1982 e para o México resolveu manter essa receita, que covenhamos estava dando super certo. Acho que a Adidas foi muito feliz com essa ideia de usar uma característica do país sede na bola do mundial, tanto que a receptividade quanto a isso foi excelente e a marca alemã começou a fazer isso com todas as bolas das Copas a partir da Azteca. Só o fato dessa ter sido a primeira bola sintética da história da Copas, já a coloca como uma das mais importantes dentre todas as bolas para qualquer colecionador. Assim como já havia ocorrido com a Tango e a Tango Espanha, o número de bolas Azteca vendidas pelo mundo após seu lançamento também foi bem alto. A maior vantagem das bolas sintéticas em comparação com as bolas de couro, eram sua capacidade de voltar ao seu formato original logo após serem chutadas. Nas questões de resistência a água e durabilidade, a bola sintética também era muito mais vantajosa que as não sintéticas. .
.
#worldcupball #1986ball #soccerballs#1986worldcupball #mexico

CLUBES LUSO-BRASILEIROS PARTE II

CONTINUAÇÃO…. A Portuguesa construiu uma história sólida dentro do futebol paulista, inclusive com a conquista de três campeonatos paulistas (1935,1936 e 1973). Foi na Portuguesa que grandes jogadores como Djalma Santos (campeão do mundo com o Brasil em 1958), Zé Roberto e até o atacante Dener (que se não tivesse falecido muito jovem iria brilhar demais mundo afora) foram formados e lançados ao mercado profissional. Voltando para o Rio de Janeiro, lá também existe a Associação Atlética Portuguesa, popularmente conhecida como Portuguesa Carioca. O clube não tem o mesmo poderio e fama do Vasco ou a Portuguesa paulista, mas têm sim a sua importância dentro da história do futebol carioca. O mesmo vale para uma terceira Portuguesa, dessa vez a que fica sediada no litoral do estado de São Paulo, em Santos. A Portuguesa Santista (como ficou conhecida) também é um clube de pequeno porte nacionalmente falando, mas que possuí importância dentro da história do futebol paulista. Mas não é só na região sudeste que encontramos clubes ligados a Portugal. Na região norte, a Tuna Luso-Brasileira representa o Pará e os nossos colonizadores, sempre rivalizando contra os outros dois grandes do estado: o Paysandu e o Remo. Entre as maiores conquistas da Tuna Luso estão a segunda divisão do campeonato brasileiro de 1985, a terceira divisão de 1992 e 10 campeonatos estaduais (o último de 1988). Infelizmente todos os clubes citados estão passando por momentos difíceis e conturbados já faz um bom tempo, mas isso não tira o fato de todos eles serem de grande importância para a história do futebol nacional. Com exceção do Vasco, que costuma ser membro cativo da divisão de elite, todos nós sentimos muito a falta da tradicional presença destes clubes nos principais torneios do Brasil. Fica a nossa torcida e principalmente a torcida de toda a colônia portuguesa, para que estas agremiações dêem a volta por cima e se recuperem de seus delicados momentos atuais. Mais para frente farei um trabalho bem mais completo e detalhado sobre as histórias de cada um desses clubes.