CHELSEA 2004-2006

TIME: Chelsea
LOCALIZAÇÃO: Londres, Inglaterra
PERÍODO: 2004-2006
CONQUISTAS: 2 campeonatos ingleses, 1 copa da liga inglesa e uma community shield .
.
TIME BASE: Petr Cech; Paulo Ferreira (G. Johnson), Ricardo Carvalho, John Terry, William Gallas (W.Bridge/ Del Horno); Claude Makelele, Tiago (Essien), Frank Lampard; Joe Cole, D. Drogba (Gudjohnsen/ Crespo) e Damien Duff (A.Robben). Téc. José Mourinho .
.
HISTÓRIA: Depois de recordarmos, o incrível time alviverde do Saint-Éttienne de 73 a 77, que muitos de vocês (inclusive eu) não estavam vivos para ver, vamos agora a Londres, contar a história de um time que eu acredito que a maioria, aí sim viu atuar. O russo Roman Abramovich, bateu na porta do Chelsea e ofereceu um caminhão de dinheiro para comprar o clube inglês. A partir daí, uma nova era estava começando para os “Blues” e assim como uma boa orquestra, tudo começou pela escolha do maestro. O escolhido? O português, José Mourinho, que havia acabado de conquistar a Europa com o Porto. Na primeira temporada, ele tirou o Chelsea de um jejum de 50 anos e conquistou o segundo campeonato inglês da história do clube, além de vencer também a copa da liga inglesa e ter alcançado as semifinais da Liga dos Campeões da Europa. Na segunda temporada, foi a vez de levar a Community Shield e ganhar novamente a Premier League, gravando seu nome eternamente na história do clube e transformando alguns de seus jogadores como: Cech, Terry, Lampard e Drogba em ídolos supremos. Em 111 jogos sob o comando do português, foram 80 vitórias, ou seja, venceu 72% das partidas que disputou nestes dois anos. Destaques para: Cech, contratado junto ao Rennes e que permaneceu no clube por mais de 10 anos, Makelele (já fizemos a biografia dele em nossa página), que era um pesadelo para seus adversários e não deixava eles respirarem, Lampard, que foi o principal jogador desse período e levou o prêmio de segundo melhor jogador do mundo em 2005, Essien, o volante ganês que marcava tão bem quanto atacava e por fim Drogba, que marcava gols com qualquer parte do corpo, em qualquer situação e contra qualquer adversário. Esse foi e certamente será, o melhor Chelsea que já existiu até hoje.

Saint-Étienne 1973-1977

TIME: Saint-Étienne
LOCAL: Saint Étienne, França
PERÍODO: 1973-1977
CONQUISTAS: 6 (3 campeonatos franceses e 3 copas da França)
.
.
TIME BASE: Curkovic; Janvion (Merchadier), Piazza, Lopez, Farison (Repellini); Bathenay, Larqué, Synaeghel (Santini); Rocheteau (Triantafyllos/Bereta/Saramgna), H. Revelli e P. Revelli. Téc.: Robert Herbin .
.
HISTÓRIA: Nas últimas 2 décadas, o foco do futebol na França foi voltado para o Lyon, Mônaco e Paris Saint-German e com certeza, muitos de vocês (principalmente os mais jovens) não devem saber, mas o clube mais vencedor do campeonato francês até o momento (10 títulos), ainda permance sendo o Saint-Éttiene (o Marseille possuí 9). E se existe um responsável por este clube, ostentar a posição até hoje, então eles são o elenco do alviverde francês, que era simplismente invencível no país entre os anos de 1973 e 1977. O time, que era uma verdadeira representação da classe operária de Saint-Étienne, era treinado por um ex-jogador do clube: Robert Herbin. Em 1969-70 foram campeões nacionais pela sexta vez e em 1972 um dos maiores ídolos, o malinês Salif Keita, partiu para o rival Marseille. Com um ataque, agora composto por dois irmãos (os Revelli), uma nova zaga, com o argentino Piazza, um novo goleiro iuguslavo (Curkovic), vindo do Partizan e um volante promovido da base (Bathenay), o Saint-Étienne estava pronto para roubar a cena na França mais um vez. Em 73-74 e 1974-75 foi espantoso, como o time deitava e rolava para cima de qualquer adversário que aparecia em seu caminho e o resultado foram as conquistas da liga e da copa de ambas as temporadas. Ainda foram tricampeões franceses consecutivamente (75-76) e levaram mais uma copa doméstica em 76-77. Com um time imbatível destes, você deve estar pensando “mas como eles não conquistaram o velho continente?” E a resposta, é que não conseguiram tal feito por conta de um carrasco que surgiria na vida do clube francês: o Bayern de Munique. Na Copa dos Campeões de 74-75, foram eliminados pelos alemães na semifinal e em 75-76, foram mais longe, caindo somente na grande final. Adivinhem só para quem? Novamente, para os bávaros. Será que um dia, este clube voltará a brilhar de novo?

APRESENTAÇÃO ESQUADRÕES INVINCÍVEIS

NOVIDADE !!!!!!!!
.
.
ESQUADRÕES INVENCÍVEIS .
.
MAIS UMA NOVIDADE EXCLUSIVA DA NOSSA PÁGINA.
.
.
UMA COBERTURA A FUNDO DOS MAIORES TIMES DE FUTEBOL JÁ FORMADOS NA HISTÓRIA. .
.
A partir de sexta feira nossa página vai começar a contar a história dos esquadrões mais mortais que já existiram na história do futebol. Times que eram praticamente invencíveis, virando referência em seus países e no mundo inteiro. Times que revolucionaram, que mudaram conceitos e que não saem da cabeça daqueles que os viram jogar. Contaremos sobre grandes times de clubes e também de seleções. Toda semana nas sextas-feiras, vamos contar a história de 1 time diferente. IMPERDÍVEL!!!!! PORQUE AQUI, SOMOS TODOS MOVIDOS PELO FUTEBOL!