JUVENTUS 1980 – 1986

TIME: Juventus 🇮🇹
LOCAL: Torino, Itália
PERÍODO: 1980-1986
CONQUISTAS: Campeã do Mundial Interclubes (1985), Campeã da Copa dos Campeões (1984-1985), Campeã da Supercopa da Uefa (1984), Campeã da Recopa Europeia (1983-1984), Tetracampeã Italiana (1980-1981, 1981-1982, 1983-1984 e 1985-1986) e Campeã da Copa da Itália (1982-1983). .
.
TIME BASE: Tacconi (Bodini/Zoff); Favero, Gentile (Caricola/Brio), Scirea e Cabrini; Briaschi (Vignola), Bonini e Tardelli; Platini, Boniek e Rossi (M. Laudrup). Técnico: Giovanni Trapattoni
.
.
Este timaço, este verdadeiro e legítimo esquadrão invencível entra para essa série especial como um dos vinte maiores que já existiram na história do futebol até hoje. A façanha mais importante dessa geração dos bianconeros, além da conquista do mundial é claro, foi sem dúvida terem se tornado o primeiro clube da Europa a vencer os três principais torneios da Uefa (Liga dos Campeões, Recopa e Copa Uefa). Esse é o segundo time da Juventus a participar da nossa série, já que o time de 1994-1997, também foi um dos maiores e melhores da história do clube italiano. Quem quiser ler a matéria, basta procurar a postagem usando a hashtag #esquadroesinvenciveis . São raros os casos dos técnicos que ganham tempo de sobra para montar um time de futebol competitivo, mais raro ainda se o clube é um dos gigantes do futebol. Giovanni Trapattoni foi um destes sortudos e teve tempo para montar três times em dez anos como treinador da Juventus. Apesar de ser indiscutível que Trapattoni foi um dos maiores treinadores que já existiram (conquistou 6 títulos domésticos e diversos títulos continentais em 6 anos), ele demorou 5 anos para fazer a montagem e todo processo de evolução de um simples time até se tornarem de fato um esquadrão invencível. Para realizar tal feito, Trapattoni confiou muito em atletas italianos que fizeram parte da espinha dorsal da seleção da Itália, campeã do mundo na Copa de 1982. Se Trapattoni foi o verdadeiro responsável por essas conquistas fora de campo, então Michel Platini foi o grande responsável pelas conquistas dentro de campo. O meia francês começou devagar, mas depois se tornou um monstro CONTINUA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s