Barcelona 1988-1994 Parte Final

Com o baixinho em campo o ataque do Barcelona que já era muito forte, ficou ainda melhor e o holandês teve que começar a fazer rodizio entre Laudrup, Stoichkov, Begiristain e o brasileiro. Além de vencer o campeonato espanhol com Romário terminando na artilharia, o Barça ainda levou a Supercopa da Espanha em 1994. Infelizmente, os catalães novamente não foram felizes na campanha da Liga dos Campeões (temporada 1993/94). Mesmo com Romário e com amplo favoritismo, acabaram perdendo na grande final para o Milan. A partida aconteceu na Grécia e apesar do favoritismo estar do lado dos espanhóis, os rossoneros tinham um time sólido e bem competitivo, treinado pelo ótimo Fabio Capello. Os italianos massacraram o Dream Team e enfiaram uma sonora goleada de 4 a 0 no time de Cruyff. Foi um verdadeiro apagão. Depois desse novo vexame, o esquadrão invencível estava desfeito e o Dream Team chegava ao seu fim. Entre 1994 e 1995, as principais estrelas arrumaram as malas e foram para outros clubes (Stoichkov, Romário e Koeman entre eles). A segunda geração do Barça montada por Pep Guardiola, foi na minha opinião superior ao Dream Team de Cruyff, mas nunca será o embrião dessa maneira de jogar e de toda a magia de um dos clubes mais famosos do mundo. Esse é sem dúvida o time que mais da saudade a qualquer torcedor do Barcelona, um time que conquistou 14 campeonatos em 6 temporadas, um time que fez o Real Madrid virar coadjuvante e “sumir” de 1988 até 1994. Meu destaque vai para Zubizarreta, que foi na minha opinião um dos 50 maiores goleiros que já existiram até hoje. A muralha, jogou por mais de 120 partidas, conquistou muitos títulos de 1986 até 1994 e foi muito importante para a seleção espanhola. Outro monstro foi Koeman, que além de ser um excelente defensor, se tornou o maior zagueiro artilheiro de todos os tempos, ou seja, ele era o Pelé da zaga. Pelo Barcelon, Koeman marcou 102 gols, sendo um desses, o mais importante da história do clube (gol do primeiro título da Liga dos Campeões da história do Barcelona). Por último eu destaco o volante Pep Guardiola, que jogou de 1990 até 2001, disputando 470 partidas pelo barça. #barcelona#esquadroesinvenciveis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s