O REI QUE PARAVA GUERRAS

O REI QUE PARAVA GUERRAS
.
.
Depois do que aconteceu em 1969, ninguém mais pode duvidar da força do futebol. Na verdade, essa história aqui mais parece uma daquelas lendas urbanas, do que algo verídico e que realmente aconteceu. Que o Santos de Pelé tinha uma aura mítica, isso todos sabem, mas o que nem todo mundo sabe é que o Rei do Futebol era tão poderoso que conseguia até parar guerras (sim, guerras, no plural). No ano de 1969, o time da Vila Belmiro estava realizando uma excursão pela África e quando chegou ao Congo, se deparou com um país em guerra, no meio de um conflito armado tenso, com uma população dividida e no meio de um país mergulhado em uma guerra pós-independência. Por conta disso, a diretoria do alvinegro entendia que a melhor opção era cancelar o amistoso, porém o povo africano estava tão entusiasmado e empolgado diante da possibilidade de ver Pelé jogar, que optaram por selar um acordo de paz garantindo trégua no conflito pelo tempo que o Santos estivesse ali. Era realmente um momento único, especial e que realmente estava entrando para a história. A comoção popular e o impacto dessa trégua foi tão forte, que o amistoso que seria disputado em partida única, acabou virando uma série de três partidas. Todos os olhos, toda a atenção naquelas partidas estavam voltadas apenas para Pelé, que não decepcionou a população do Congo ao marcar quatro gols. A turnê do Santos pela África ainda incluia uma parada na Nigéria, que infelizmente seguia os mesmos passos do Congo e também vivia um conflito armado. A guerra civil por lá já durava dois anos e quando o Santos chegou, o governador da região, tenente coronel Samuel Ogbemudia, acabou decretando feriado e ainda liberando a passagem das pessoas através da ponte, sobre o rio que ligava duas cidades que vivam em constante conflito. Dessa forma, todas as pessoas da região puderam assistir ao jogo. Mais uma vez, Pelé foi o grande responsável por uma trégua firmada pelos dois lados e com isso conseguiu claramente mostrar ao mundo a força do futebol. Durante a excursão na África o Peixe jogou nove vezes, vencendo cinco, empatando três e perdendo uma. Foram 19 gols marcados, sendo que o Rei Pelé marcou oito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s