ESTÁDIO INDEPENDÊNCIA PARTE II

PARTE II
.
.
O estádio Independência é de grande importância para a história do América. Depois de passar uma década de 80 com bastante dificuldade, sem empolgar seus torcedores e sem um futebol bonito e eficiente, o América teve um recomeço e uma fase de muito sucesso a partir da década de 90. O “Coelho” (apelido do clube) utilizou seu novo estádio como ferramenta para ser o fator decisivo na hora dos grandes clássicos e nas decisões de campeonatos. Para os torcedores do clube, o período de 1990 à 2001 ficou conhecido como a “Era Independência”. Logo em 1989, primeiro ano com seu novo estádio, o clube enfrentou o Atlético Goianiense na decisão da série C (acabou sendo vice-campeão) e se viu promovido à segunda divisão nacional. Em 1992 subiram para a divisão de elite nacional e foram vice do estadual. Em 1993, para delírio de seus torcedores não perderam uma partida sequer em casa e foram campeões mineiros invictos nos clássicos. Em 1997, foram campeões da segunda divisão sem perder um jogo em casa, aliás sem tomar 1 gol sequer dentro do Independência. Em 2000 ainda levaram a Copa Sul-Minas, novamente com campanha invicta em seu domínio e para finalizar a “Era Independência” levaram mais um campeonato estadual em 2001 (quarto título em oito anos). Depois de todas essas conquistas no novo estádio, estava mais do que provado a importância que o Independência teve para a história do América e a força do clube jogando como mandante. O último título antes da reforma veio em 2009, quando bateram o ASA de Alagoas na Série C do Brasileirão. Em 2013 o Independência ganhou muito destaque da mídia nacional e internacional, ao ser escolhido como casa do Atlético Mineiro, que eventualmente acabou sendo campeão daquela edição do torneio continental. Depois de ter sido rebaixado da Série A para a Série B em 2016, o América deu a volta por cima e foi campeão da segundona em 2017. Nesse ano de 2018 tem mais uma luta contra o rebaixamento. Quem já teve a oportunidade de assistir a uma partida nesse estádio, afirma que é uma experiência única e que a pressão que os adversários recebem durante os 90 minutos é bem significativa (quando o estádio está lotado).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s