RUTGERUS JOHANNES MARTINUS VAN NISTELROOY Parte II

CONTINUAÇÃO. Todo destaque que Nistelrooy ganhou dentro da Holanda, chamou demais a atenção de Sir Alex Ferguson em Manchester. A venda seria no valor recorde de 18.5 milhões de euros, mas ela nunca ocorreu. O jogador estava se recuperando de uma lesão e o PSV recusou fazer novos exames médicos, cancelando assim o negócio. Logo depois o atleta sofreu ruptura em ligamentos do joelho e ficou afastado dos gramados por quase 1 ano. Mesmo assim o Manchester United insistiu no negócio e em 2001 ele passou a ser jogador dos Red Devils pela bagatela de 19 milhões de euros. Foi em Manchester que Nistelrooy viveu seu auge e ficou conhecido no mundo inteiro. Vestindo a camisa vermelha ele venceu o campeonato inglês, a Copa da Inglaterra, a Copa da Liga Inglesa e a FA Community Shield, além de ter sido eleito por dois anos jogador do ano. Nesse período de 5 anos com o Manchester United, marcou 150 gols em 219 partidas. Em julho de 2006 Ferguson deu uma entrevista dizendo que Nistelrooy queria ir embora do clube e duas semanas depois o atacante foi apresentado como reforço do Real Madrid por 14 milhões de euros e com contrato de 3 anos. Pelo clube merengue foi 2 vezes campeão nacional e também uma vez campeão da Supercopa da Espanha. Em 2008 o Real anunciou extensão do contrato dele em 2 anos. Nesses 2 anos o holandês acabou ficando boa parte do tempo se envolvendo em lesões e em 2010 acabou indo embora de Madrid e se mudando para Hamburgo. Depois de 1 temporada e meia pelo clube alemão ele acabou retornando para La Liga, se tornando jogador do Málaga. Em ambos os clubes não conquistou títulos e no dia 14 de maio de 2012 anunciou que iria pendurar as chuteiras. Pelo seu país ele jogou 70 vezes, marcando 35 gols e se tornando um dos queridinhos da seleção laranja. A mesma lesão que atrasou sua ida ao Manchester United, também tirou o atacante da Eurocopa de 2000. A Holanda não conseguiu se classificar para a Copa de 2002 e ele só foi estrear em uma grande competição na Euro de 2004, quando sua seleção foi eliminada por Portugal na semi-final. Na Copa de 2006, ele jogou como titular todas as partidas da fase de grupos, mas nas oitavas foi pro banco de reservas CONTINUA..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s