Bebeto Parte III

CONTINUAÇÃO…..Quando Bebeto aceitou a transferência para o Vasco, ele sabia que seria bastante criticado, mesmo assim não se abalou e junto ao cruzmaltino, ajudou o clube a quebrar um jejum de quinze anos. Depois de faturar o segundo título brasileiro do Vasco em 1989, os próximos 2 anos foram ruins para o clube carioca, até que em 1992 as coisas voltaram a melhorar. O Vasco fez uma ótima campanha, mas acabou não indo para a final do brasileiro, que acabou ficando com o Flamengo. No entanto, naquele mesmo ano em que Bebeto fazia dupla de ataque com Edmundo, ele foi artilheiro do brasileirão e acabou se destacando tanto, que chamou a atenção do Deportivo La Coruña da Espanha. Em entrevista a Léo Batista, no programa Esporte Espetacular de 2007, Bebeto confirmou que sempre foi flamenguista e em 2009 durante outra entrevista, afirmou que só saiu do Flamengo pois o presidente do clube na época, não deu o devido valor a ele. Além de ter contratado Bebeto, a equipe espanhola também iria contar para a temporada 92/93 com outro brasileiro que jogava muito: Mauro Silva. O resultado da primeira temporada foi ótimo, com o Deportivo terminando em terceiro lugar e garantindo uma vaga na Copa da UEFA pela primeira vez em sua história, além de Bebeto ter sido o artilheiro em La Liga com 29 gols marcados. No ano seguinte, eliminação da Copa da UEFA nas oitavas pelo Frankfurt e então só restava o campeonato espanhol. O Deportivo liderava com folga, até começar a perder muitos pontos e ver o Barcelona encostando rodada após rodada. Na última rodada, os clubes estavam empatados e o título acabou indo para a Catalunha pelo saldo de gols. Na temporada 94/95, continuaram brigando pelo título, foram vice-campeões atrás do Real, novamente foram eliminados da Copa da UEFA por um clube alemão, Borssuia Dortmund dessa vez e conquistaram em cima do Valencia o primeiro grande título do clube, a Copa do Rei. Depois de mais uma última temporada, ele deixou o clube espanhol para retornar ao Flamengo. Até hoje, ele é o maior artilheiro e um dos maiores ídolos da história do Deportivo. Na última parte, vamos contar sobre o fim de carreira de Bebeto e sua participação com a seleção.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s