Budapest Honvéd 1950-1955 Parte III

Depois de se tornar tricampeão húngaro em quatro temporadas, o Honvéd já tinha provado sua superioridade no país e queria agora mostrar a força de seu time ao mundo inteiro. Então como você prova que é o melhor time do mundo quando a Liga dos Campeões ainda sequer foi criada? Simples, você faz uma excursão pelo continente jogando amistosos contra os grandes clubes europeus. E foi o que fizeram, colecionaram vitórias e arrancaram suspiros e aplausos de diversas torcidas rivais. Nessa altura do campeonato ninguém ousava mais duvidar que esse era o melhor time do mundo, principalmente depois que a seleção húngara (que era composta por vários jogadores do Honvéd) se tornou a primeira seleção a vencer a Inglaterra em plena Terra da Rainha (vitória por 6 a 3 em 1953 no estádio de Wembley). No penúltimo ano de glórias para esse grande time, foram tetracampeões nacionais marcando 100 gols em 26 partidas, com 19 vitórias, dois empates e cinco derrotas. Foi nesse ano que a Hungria sofreu o mais duro golpe de toda sua história, ao perder a final da Copa do Mundo de 1954 por 3 a 2 para os alemães. Esse sofrimento e tristeza dos húngaros foi agravado pelo fato de antes da final, a seleção estar a 31 partidas sem saber o que era perder uma partida. De maio de 1950 até o fatídico 4 de julho de 1954, a Hungria era absoluta no cenário mundial e a partir dali, a crise se instalou tanto pelos lados da seleção quanto para o próprio Honvéd. O último título nacional desse esquadrão veio em 1955. Era o pentacampeonato: a campanha foi de 20 vitórias, cinco empates e uma derrota em 26 jogos, com 99 gols marcados e 47 sofridos. Em 1956, participaram pela primeira vez da Liga dos Campeões da UEFA e teriam pela frente o Athletic Bilbao. No jogo de ida disputado na Espanha, os húngaros perderam por 3 a 2. Quando chegaram para disputar o jogo da volta, descobriram que a Revolução Húngara havia começado, ou seja, basicamente a população húngara estava toda nas ruas manifestando revolta contra o regime soviético e portanto, o clima era de Guerra Civil no país. Já que obviamente não dava para disputar a partida de volta lá, marcaram a partida para acontecer na Bélgica. CONTINUA.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s