Áustria 1930-1936

TIME: Seleção da Áustria
LOCAL: Vienna, 🇦🇹
PERÍODO: 1930 -1936
CONQUISTAS: Campeã da Copa Internacional da Europa Central (1931-1932), 4ª colocada na Copa do Mundo da FIFA (1934) e Medalha de Prata nas Olimpíadas de Berlim (1936)
.
.
TIME BASE: Peter Platzer (Rudolf Hiden); Franz Cisar (Josef Blum) e Karl Sesta (Karl Rainer / Roman Schramseis); Franz Wagner (Johann Mock / Georg Braun), Hans Urbanek (Karl Gall / Walter Nausch) e Josef Smistik (Leopold Hofmann); Johann Horvath (Toni Schall), Josef Bican (Friedrich Gschweidl), Matthias Sindelar, Karl Zischek e Rudi Viertl (Adolf Vogl / Anton Schall).Técnicos: Hugo Meisl e Jimmy Hogan
.
.
Não foi por acaso que esse esquadrão da seleção austríaca, ganhou o apelido de “Seleção Maravilha” (Wunderteam). Na década de 30, o futebol como conhecemos estava começando a nascer para valer e até então apenas as seleções do Reino Unido despontavam no velho continente. Com o gênio Matthias Sindelar em campo e o técnico Hugo Meisl na beira do gramado, essa foi mais uma daquelas seleções que merecia ter conquistado uma Copa do Mundo. O azar deles era ter a Itália de Meazza e do ditador Benito Mussolini como adversária no mundial de 1934. Apesar do título mundial ter escapado, eles ficaram com uma série de 14 partidas sem derrota e jogaram um futebol primoroso, encantador e envolvente. Foi em 1927 que a Copa Internacional da Europa Central nasceu. Agora, eu sei que muitos de vocês nunca sequer ouviram falar desse torneio, mas saibam que ele foi muito importante para a história do futebol no continente e também o antecessor da Eurocopa. Na começo da década de 30, Hugo Meisl tinha como molde de trabalho o britânico Jimmy Hogan, que foi um dos precursores das famosas formações táticas (mais tarde tão difundidas pela Europa e o mundo inteiro). O treinador da Áustria tinha preferência em trabalhar no esquema 2-3-5 e fazia questão que seu time fosse muito rápido na troca de passes, fizesse várias jogadas de efeito, além de terem movimentação constante nos setores do meio campo e ataque. A partir de 1931 a Áustria já brilhava nos gramados e começou a chamar muita atenção com seu futebol ofensivo
CONTINUA. #esquadroesinvenciveis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s