River Plate 1941-1947

TIME: River Plate
LOCAL: Buenos Aires, Argentina 🇦🇷
PERÍODO: 1941-1947
CONQUISTAS: Tetracampeão Argentino (1941, 1942, 1945 e 1947), Bicampeão da Copa Ibarguren (1941 e 1942), Campeão da Copa Adrián Escobar (1941) e Tricampeão da Copa Aldao (1941, 1945 e 1947).
.
.
TIME BASE: Soriano (Barrios / Carrizo); Yácono, Vaghi e Ferreyra; Rodolfi e Ramos; Muñoz, Moreno, Pedernera (Deambrossi / Di Stéfano), Labruna e Loustau (Alberto Gallo). Técnicos: Renato Cesarini (1941-1944) e José Maria Minella e Carlos Peucelle (1945-1947)
.
.
Muitos de vocês pediram e chegou a vez de falarmos de um time sul-americano aqui na serie #esquadroesinvenciveis : o River.
Esse é mais um time absurdamente impecável em todos os sentidos, mais um time considerado imbatível e mais um ESQUADRÃO INVENCÍVEL. Até hoje o River Plate da década de 40, é considerado pela maioria dos argentinos como o melhor time doméstico que a nação já teve na história. Esse time do River foi apelidado de “La Máquina” e foi quatro vezes campeão argentino em 7 temporadas. O River dessa época trocava passes em uma velocidade assustadora, era imponente em campo e tinha uma movimentação dentro de campo de dar inveja em qualquer outra equipe da época. Era um time que além de tudo isso, ainda era super paciente com a bola no pé e gostava de praticar o futebol arte. O maior esquadrão invencível que já existiu foi o Ajax do final da década de 60 e começo da década de 70 (ainda vou contar essa história aqui um dia) e muitos consideram esse time do River um precursor desse futebol difundido mais para frente, pelo clube holandês e pela seleção da Holanda. O que mais chamava a atenção nesse esquadrão aqui? Com certeza era o quinteto composto por Muñoz, Moreno, Pedernera, Labruna e Loustau. Existe muita polêmica quando conversamos com os argentinos sobre esse time, porque eles até hoje afirmam que se houvesse as Copas do Mundo de 42 e 46 nesse período (para quem não lembra Hitler estava brincando de War na Europa nessa época), certamente teriam vencido elas por conta desse timaço do River. Realmente faz sentido, mas a Itália também tinha uma grande seleção, feita com a base de um clube: o Torino. CONTINUA NA PRÓXIMA PARTE …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s