River Plate 1941-1947 Parte II

CONTINUAÇÃO…No final da década de 30 o clube investiu pesado em atletas das categorias de base e foi o ex-atacante Carlos Peucelle, o responsável por descobrir jovens talentos como: Deambrossi, Loustau e Labruna. O sistema de jogo que o técnico Peucelle implementava era inovador naquela época e foi apelidado de “WM”, pois os homens do sistema ofensivo faziam transições entre sí e se revezavam entre o meio-campo, as laterais e a grande área. Com essa movimentação alucinante, somada à uma troca de passes super envolvente, o River sempre era super paciente e calmo na hora de finalizar, o que deixava seus torcedores loucos de ansiedade pelo gol. Na verdade a angústia que os torcedores passavam era tanta, que eles acabaram apelidando o time de “Cavaleiros da Angústia”, já que a maioria dos gols saía bem nos minutos finais da partida e quase sempre acabavam ganhando por um placar apertado. Em 1941 conquistaram o campeonato argentino e duas Copas amistosas (Copa Aldao e Copa Ibarguren) que já não existem mais. Foi em 1942 que o termo “La Máquina” surgiu graças ao quinteto fantástico que eu mencionei na primeira parte. Infelizmente esses cinco craques só atuaram juntos em 18 partidas e nunca contra o Boca Juniors, maior rival. Obviamente em 1942 veio mais um título argentino, dessa vez com um jogo que entrou para a história do campeonato nacional de lá: a partida decisiva na La Bombonera parecia perdida quando o placar mostrava 2 a 0 para o time da casa, mas Pedernera conseguiu descontar para o River que viu uma luz no fim do túnel. Só que essa luz durou pouco tempo porque um sinalizador atingiu Yácono do River, que agora tinha apenas 10 em campo e via o título escapar. Pedernera marcou mais um antes do apito final empatando a partida, era o futebol sendo futebol pessoal. O título era do River novamente. Em 1943 e 1944 o River jogou muita bola, mas não o suficiente para conquistar os títulos nacionais e acabou sendo vice-campeão dessas duas temporadas. Nesses dois anos o Boca, o Independiente e o San Lorenzo também tinham grandes times e dificultaram bastante a vida do River. Em 1945 tudo voltou ao normal e o River despontou de novo CONTINUA.. #esquadroesinvenciveis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s