PSV 1985-1990

TIME: PSV Eindhoven
LOCAL: Eindhoven, Holanda 🇳🇱
PERÍODO: 1985-1990
CONQUISTAS: Campeão da Liga dos Campeões da UEFA (1987-1988), Tetracampeão Holandês (1985-1986, 1986-1987, 1987-1988 e 1988-1989) e Tricampeão da Copa da Holanda (1987-1988, 1988-1989 e 1989-1990). Foi o segundo clube holandês na história (e o terceiro na Europa) a conquistar o Treble.
.
.
TIME BASE: .Hans van Breukelen; Eric Gerets, Ivan Nielsen (Adick Koot), Ronald Koeman e Jan Heintze; Berry van Aerle, Soren Lerby e Edward Linskens (Romário); Gerald Vanenburg (Willy van de Kerkhof / Frank Arnesen), Wim Kieft e Hans Gillhaus (Ruud Gullit). Técnicos: Jan Reker (1985-1986), Hans Kraay (1987) e Guus Hiddink (1987-1990)
.
.
O nome oficial desse clube é Philips Sport Vereniging, mas ele é popularmente conhecido como PSV. Pode ser que nos últimos anos ele tenha perdido destaque, mas foi um clube que conseguiu dominar a Holanda por 5 anos e até a Europa entre 1987 e 1988. Durante o mesmo período em que o PSV brilhou na Holanda, o Marseille fez o mesmo na França e o Steaua Bucareste na Romênia, ambas histórias já contadas aqui em nosso super quadro #esquadroesinvenciveis
Esss time do PSV, foi um dos mais brilhantes da histórias do futebol holandês e se tornou o terceiro clube no continente – e o segundo na Holanda – a conquistar o tão almejado Treble (Campeonato nacional, Copa nacional e Liga dos Campeões). Como se não bastasse, ainda conquistaram outros três títulos nacionais e uma Copa holandesa. Talvez o justo fosse esse time também ter ganho o Interclubes, mas o Nacional do Uruguai também tinha um grande time. De qualquer modo, foram seis anos de muito sucesso, de muitas conquistas e de um time recheado de grandes talentos. O PSV tinha um dos melhores sistemas defensivos de todo continente europeu e contava com o goleiro van Breukelen, o zagueiro belga Eric Gerets e o maior zagueiro artilheiro da história – Ronald Koeman. Lá na frente contavam com grandes craques e jogadores que sabiam colocar a bola na rede como poucos, casos de Ruud Gullit, Vanenburg, Wim Kieft e um tal de Romário. Nas próximas partes vou contar mais sobre esse grande esquadrão holandês. CONTINUA.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s