Feyenoord 1968-1971 Parte Final

CONTINUAÇÃO. Na La Bombonera o Estudiantes assustou quando marcaram 2 gols em 12 minutos, porém bravamente o Feyenoord empatou a partida e saiu da Argentina comemorando muito o placar. Na volta, mais uma vez estádio De Kuip em Roterdã lotado com 60 mil pagantes. O jogo estava muito tenso e aos 18 do segundo tempo o zagueiro van Daele deu uma tranquilizada na torcida holandesa abrindo o placar com um chute forte e rasteiro de fora da área. Restou ao Estudiantes voltar para casa com mais um vice na conta e a fama de mal perdedor ainda mais ressaltada. Na temporada 1970-71 ainda venceriam mais um campeonato holandês, com uma campanha de 26 vitórias, 5 empates e apenas 3 derrotas. Vou contar um pouco sobre os principais personagens deste timaço, que fizeram história e merecem estar em nossa serie especial #esquadroesinvenciveis .
.
Ernst Happel – técnico e maestro desse grande time. Principal responsável por essas grandes conquistas do Feyenoord que acabaram entrando para a história. .
.
Ben Peeters – técnico que montou a base desse time e facilitou consideravelmente o trabalho de Happel.
.
.
Eddy Treytel – goleiro titular absoluto no gol do Feyenoord. Entrou em 1968 e ficou mais de uma década no clube, ganhando quase tudo com o clube de Roterdã. Ele acabou virando um dos maiores ídolos da torcida.
.
.
Joop van Daele – zagueiro predestinado a fazer história. Foi ele quem saiu do banco para marcar o gol que deu a vitória ao clube holandês no jogo de volta da disputa pelo título mundial de 1970. Com certeza, um nome que torcedores do Estudiantes não querem ouvir por nada nesse mundo. van Daele ainda ganhou status de herói ao ter seus óculos quebrados pelos argentinos logo após o gol. O objeto virou peça de museu e o zagueiro um mito em Roterdã. .
.
Wim Jansen – volante e meia, Wim podia jogar em ambas posições muito bem. Ele basicamente acabava sendo o motor e a engrenagem no time daqueles anos de ouro. Foi jogador do clube por mais de 14 anos e disputou a Copa do Mundo de 1974 pela Holanda como titular. .
.
É isso pessoal, mais uma história inesquecível aqui em nossa série de ESQUADRÕES INVENCÍVEIS. Sexta que vem tem mais, não percam.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s