Bola Copa 1938 – Allen

BOLA DAS COPAS – #10
NOME OFICIAL: Allen Oficial
MARCA DO FABRICANTE: Allen
COMPETIÇÃO: COPA DO MUNDO DE 1938 REALIZADA NA FRANÇA 🇫🇷
.
.
Vamos agora, contar um pouco mais sobre a bola utilizada na Copa de 1938. Para quem ainda não acompanha esta série, siga a hashtag para que possam ver a história sobre as bolas das Copas que já foram postadas (mundiais de 30, 34, 58, 62, 66, 70, 74 e 98) #bolascdf
.
.
Em 1938 a terceira edição da Copa do Mundo estava para começar. Naquela Copa a Itália foi campeã e a Hungria ficou com o vice-campeonato. Dessa vez a competição foi realizada na França e a assim como no mundial de 1934, essa bola mantinha a composição feita em cima de treze gomos. A bola tinha uma cor mais forte que suas antecessoras, principalmente porque os fornecedores utilizavam um couro local, que era diferente e mais escuro. A fabricante dessa bola era a Allen, empresa sediada em Paris, que batizou a bola com o seu próprio nome. Essa foi a primeira empresa da história a receber autorização de estampar a sua marca na bola de uma Copa do Mundo. Essa bola era praticamente igual à italiana Federale 102 (que eu já postei aqui). As costuras de algodão foram mantidas, assim como o número de painéis (13) e a diferença ficou para as bordas dos gomos, que eram bem mais redondas que as presentes na Federale 102. Na verdade, as bordas mais redondas se mostrariam forte tendência após a segunda guerra mundial. Também não foi dessa vez que a bola oficial foi a única a ser utilizada na competição, ou seja, assim como aconteceu nas edições anteriores, outras duas bolas de 12 e 18 painéis também foram observadas em fotos daquela Copa. O principal motivo para a Allen não ter sido a única bola a ser utilizada na Copa de 38, ainda era aquele velho problema de inflamento. Conforme a partida ia decorrendo, a bola aos poucos perdia pressão e começava a esvaziar. Só depois, com a inserção das válvulas é que esse problema acabou sendo solucionado. A Allen ainda é considerada por muitos especialistas, uma das bolas mais clássicas e mais bonitas da história das Copas. Um fato curioso, é que em 1938 os jogadores ainda se machucavam ao cabecear a bola por conta de seu peso e costura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s