Leeds United 1973-1974 Parte Final

CONTINUAÇÃO….. Frank Gray acabou ganhando a titularidade na lateral esquerda e em 1979 foi vendido ao Nottingham Forest pelo valor recorde de £ 500.000,00 A zaga era composta por Gordon McQueen e Norman Hunter. Gordon, que chegou a defender a seleção escocesa em algumas ocasiões, foi contratado para substituir Jack Charlton (irmão do grande Bobby Charlton) e era muito bom no jogo aéreo. Hunter, está entre os cinco jogadores que mais atuaram com a camisa do Leeds (726 jogos) em 14 anos de serviços prestados aos Peacocks. No meio-campo, jogava aquele que é considerado o maior ídolo da história do Leeds: o escocês Billy Bremner. Apelidado de “Rei Bremner”, era um exímio passador e muito preciso na hora de desarmar oponentes. Ele é o segundo jogador na história com mais atuações pelo Leeds (772 jogos) e era tão popular e tão querido pelos torcedores que tinha até musica em sua homenagem. A música tinha a seguinte letra: ” O pequeno Billy Bremner é o capitão de nosso time, pelo bem do Leeds United ele se quebraria em dois, seu cabelo é vermelho e ondulado e seu corpo preto e azul, assim o Leeds marcha em frente”. Para terminar, ele foi eleito por torcedores do clube, o melhor jogador de todos os tempos do Leeds. O meio-campo ainda contava com Paul Medeley, que jogava mais como volante e é o quinto jogador que mais atuou pelo Leeds na história (725 jogos) em 17 anos dentro do clube, Yorath que era um jogador mais defensivo e que atuava pela seleção do País de Gales, Bates que era mais técnico e muito bom na saída de bola e Giles, que era o meia mais completo depois de Bremner. Na ponta direita mais um escocês e ninguém menos, que o maior artilheiro da história do Leeds, Peter Lorimer. O jogador atuou em 703 partidas e marcou 238 gols nos 18 anos que atuou pelo clube inglês. Peter gostava de chutar de fora da área e colocava muito efeito na bola dificultando demais a vida dos goleiros, além disso ele merece esta posição dentro do Leeds pois começou sua carreira por lá com apenas 15 anos de idade. No flanco esquerdo Eddie Gray, que chamava atenção pela sua velocidade e facilidade em driblar oponentes. No ataque Clarke e Jones, um dupla de atacantes implacáveis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s