Arsenal 2003-2004 Parte Final

Pirés e Bergkamp eram jogadores mais inteligentes e habilidosos, enquanto o sueco Ljungberg era mais forte e veloz. Mesmo estando no final de sua carreira, o holandês Bergkamp ainda jogava uma barbaridade, tanto que foi o líder de assistências no inglês (foram 9 no total). O francês Pirés, vivia uma ótima fase desde a Copa das Confederações de 2001 e o sueco Ljungberg, que não possuía nenhum grande atributo em especial, colaborava com o time tanto defensivamente quanto ofensivamente, inclusive correndo horrores pelas laterais do campo. No ataque, a estrela máxima do clube: Thierry Henry. Aquele ano, foi o ápice tanto de sua carreira, quanto de sua forma física e técnica. Na temporada 2003-04, ele foi artilheiro da Premier League com 30 gols e do próprio Arsenal com 39, definitivamente se assegurando na rica e longa história dos Gunners. O atacante francês era literalmente implacável, marcava gols de faltas, de cabeça, voleio, chutando de perto, de longe, decidindo partidas de todas as formas possíveis e fazendo os zagueiros das outras equipes realmente tremerem. Agora, é claro que nenhum clube faz uma campanha como esta, sem ter um banco de reservas recheado de boas alternativas. Faziam parte do elenco: José Reyes, o francês Wiltord, o brazuka Edu, o lateral Clichy, o inglês Parlour e o nigeriano matador, Kanu. O comandante de todos estes brilhantes jogadores e desta campanha memorável, é Arsène Wenger. O treinador francês está até hoje, 22 anos depois, no comando do Arsenal e merece um grande reconhecimento por aquela temporada, afinal o time jogava de maneira muito eficiente e não havia sido gasto nenhuma quantia exorbitante de dinheiro para se montar aquele time. Infelizmente este foi o último título dos Gunners na Premier League e os torcedores do clube londrino aqui no Brasil e resto do mundo, sentem saudade demais desse time. Na Seleção do Campeonato Inglês daquele ano, seis jogadores eram do Arsenal: Lauren, Campbell, Cole, Vieira, Henry e Pirés. Talvez tenhamos que esperar mais um século para ver um time tão afiado, com tanto entrosamento quanto este e que consiga um título da Premier League de forma em invicta. Um verdadeiro, Esquadrão Invencível.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s