Wolverhampton 1953-1960

TIME: Wolverhampton Wanderers Football Club
LOCAL: Wolverhampton, Inglaterra 🇬🇧
PERÍODO: 1953-1960
CONQUISTAS: 4 (3 campeonatos ingleses e 1 copa da Inglaterra)
.
.
TIME BASE: Williams; Shorthouse (Pritchard), Stuart (Crook), Wright, Flowers, Slater, Wilshaw, Swinbourne(Mullen), Hancokes, Smith e Peter Broadbent Téc. Stan Cullis
.
.
HISTÓRIA: A última vez que o Wolverhampton esteve na Premier League, foi há 6 anos (temporada 2011-12) e muitos podem achar, que eles são apenas um clube mediano, quando na verdade, estão classificados como o décimo segundo clube inglês mais bem sucedido de toda a Inglaterra. Durante a década de 50, este era o time a ser batido na “Terra da Rainha”. Foram três títulos da divisão de elite inglesa, todos conquistados entre 1953 e 1960, além da conquista da quarta Copa da Inglaterra em 1960 (já tinham 3 anteriormente). Na década de 50, logo após o término da segunda guerra mundial, ninguém no mundo duvidava que os melhores no futebol eram os húngaros. Em 54 a seleção alemã bateu os húngaros na Copa e foi assim decretada campeã do mundo, o mesmo aconteceu ao Wolverhampton quando eles venceram o Honvéd da Hungria. A estrela aqui, era o inglês Stan Cullis, um meia que jogou a sua carreira inteira pelo clube inglês e que após a aposentadoria como jogador, se tornou técnico do clube por 16 anos (48 até 64). Billy Wright, que se profissionalizou no clube com apenas 15 anos, era o capitão, xerife do sistema defensivo e peça central do time na época. Cullis que serviu a aeronáutica, foi a solução da Inglaterra para enfrentar seu maior algoz na época: a Hungria. Os húngaros haviam batido os ingleses em Belo Horizonte na Copa de 50 e também vencido eles dentro do Wembely (quando pediram revanche perderam em Budapeste por 7 a 1). Em 53-54, venceram o campeonato inglês pela primeira vez, um combinado da África do Sul, o Celtic, o Maccabi Tel Aviv e o Racing (que vinha de um tricampeonato recente). Além disso, também venceram o Spartak Moscou (bicampeão soviético nos anos anteriores) e finalmente o Honvéd da Hungria. Com isso se sagraram de forma não-oficial, um dos “primeiros clubes campeões do mundo”. Um esquadrão, simplismente IMBATÍVEL.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s