LUVAS

LUVAS

Todos os jogadores em uma partida de futebol podem utilizar luvas, porém os goleiros possuem um tipo especial de luvas a sua disposição. A primeira patente relacionada a luvas de goleiro que se tem registros, é de 1885, feita por um britânico que trabalhava fazendo bolas de futebol, chamado William Sykes. O design da luva incorporava a utilização de uma camada de borracha proveniente da Índia. Sem dúvida, William era um visionário, já que as luvas só iriam vir a ser realmente utilizadas mais de meio século depois.
Não existem evidências que provem quando foi exatamente, que os goleiros começaram a utilizar as luvas, mas de acordo com o site do “The Telegraph”, o primeiro goleiro que se tem registros a utilizar uma luva foi o argentino Amadeo Carrizo. Amadeo jogou pelo River Plate nas décadas de 40 e 50. Antes dos início dos anos 70, era muito raro de se ver goleiros usando luvas, mas hoje em dia é extremamente difícil de se encontrar um que não esteja com elas. Inclusive, é surpreendente pensarmos que a inserção das luvas de goleiro no esporte, é bem recente e que no começo, muitos deles tinha a função de realizar as defesas sem proteção alguma e com bolas feitas de couro que machucavam demais. Na partida entre Portugal e Inglaterra, que foi decidida na disputa de pênaltis, durante a Eurocopa de 2004, o goleiro Ricardo optou por tirar as luvas durante a última cobrança dos ingleses e acabou fazendo uma brilhante defesa. Para completar, ele mesmo efetuou a última cobrança e garantiu a seleção portuguesa na semi-final. O fato dele ter tirado as luvas para defender aquele pênalti, gerou muita repercussão e foi até um pouco polêmico (de tão acostumado que todos estão em ver os goleiros usando as luvas). A partir da década de 80, significativos avanços foram feitos no desenho das luvas, que passaram a ter um tipo de proteção para que os dedos não se movessem para trás (o que causava graves lesões anteriormente), além de novos tecidos melhorarem a flexibilidade do goleiro e a área da palma da mão possuir um tecido mais resistente (para a proteção), que acabava melhorando a aderência e o grip, ao entrar em contato com a bola.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s