DÉCIMA SEGUNDA MAIOR TRAGÉDIA DA HISTÓRIA: 

DÉCIMA SEGUNDA MAIOR TRAGÉDIA DA HISTÓRIA:
LOCAL: Kayseri, Turquia 🇹🇷
ESTÁDIO: Kayseri Ataturk Stadium
DATA: 17/09/1968
JOGO: Kayseri Erciyesspor 🇹🇷 X Sivasspor 🇹🇷
NÚMERO DE MORTOS: Pelo menos 44
NÚMERO DE FERIDOS: 600
.
.
Quem conhece bem futebol sabe que a Turquia é um dos países mais apaixonados que existem por esse esporte. E a briga entre torcidas rivais por lá é algo tão comum quanto aqui no Brasil.
No final da década de 60 essa grande tragédia marcou para sempre a violência dentro do futebol turco. Naquela época as cidades de médio porte da Turquia brigavam por um espaço dentro do futebol doméstico (dominado pelos clubes de Istambul) e isso aumentava consideravelmente a rivalidade entre elas. Um dos conflitos mais intensos era entre as cidades de Kayseri e Sivas. Kayseri era mais rica e desenvolvida, por isso muitos comerciantes de lá acabavam dominando a economia de Sivas. Portanto, enquanto as partidas de futebol representavam a ideia de Sivas desafiando essa hegemonia e tradição de Kayseri, para a cidade de Kayseri representava a ideia de que a cidade deles ainda era a melhor em todos os aspectos. No dia 17 de setembro de 1968, em Kayseri, 21 mil pessoas iriam assistir o time da casa contra o Sivas e a tensão aumentou mais ainda quando as torcidas começaram a arremessar pedras uma contra as outras. Um grupo de torcedores do Sivasspor, buscando escapar dessas pedras, correu em direção ao campo e também aos portões de saída. Aqueles que tentaram entrar no campo, esbarraram nos policias e acabaram dando meia-volta. Em pânico, centenas de torcedores foram pressionados contra os portões e quando a onda de pânico passou era possível ver diversas pessoas caídas (algumas mortas e a maioria ferida). Foram pelo menos 40 mortes e mais de 500 feridos. O árbitro teve que cancelar a partida e os jogadores do dois times fugiram para os vestiários. Depois de saírem do estádio, os torcedores do Sivas ainda destruíram 60 carros privados e o ginásio da cidade. Foram embora da cidade em um grande comboio e quando estavam a 50km da cidade, pararam na estrada e começaram a botar fogo em carros, caminhões e ônibus que tinham a placa de Kaysiri. #tragediascdf

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s